Resenha: A Casa do lago - Kate Morton

domingo, 20 de agosto de 2017
A casa da família Edevane está pronta para a aguardada festa do solstício de 1933. Alice, uma jovem e promissora escritora, tem ainda mais motivos para comemorar: ela não só criou um desfecho surpreendente para seu primeiro livro como está secretamente apaixonada. Porém, à meia-noite, enquanto os fogos de artifício iluminam o céu, os Edevanes sofrem uma perda devastadora que os leva a deixar a mansão para sempre. Setenta anos depois, após um caso problemático, a detetive Sadie Sparrow é obrigada a tirar uma licença e se retira para o chalé do avô na Cornualha. Certo dia, ela se depara com uma casa abandonada rodeada por um bosque e descobre a história de um bebê que desapareceu sem deixar rastros. A investigação fará com que seu caminho se encontre com o de uma famosa escritora policial. Já uma senhora, Alice Edevane trama a vida de forma tão perfeita quanto seus livros, até que a detetive surge para fazer perguntas sobre o seu passado, procurando desencavar uma complexa rede de segredos de que Alice sempre tentou fugir. 

             ❤ Autor:  Kate Morton   ❤ Páginas: 454     Editora: Arqueiro
O mistério que liga este livro  envolve o desaparecimento de um bebê de onze meses, Theo Edvane em 1933. A família Edevane e conhecida por suas proeminências e o famoso solstício de verão que ocorre anualmente em uma casa antiga, localizada na costa da cornualha. Durante o evento a propriedade estava repleta de hospedes, foi neste momento que Theo, filho de Eleonor e Anthony  desapareceu. Sem rastros, sem pistas, sem corpo, absolutamente nada.

A obra gira em torno de três mulheres, Alice Edvane (a filha do meio), Eleonor( a mãe ) e a policial Sadie Sparrow. Os capítulos muitas vezes alternam entre passado e presente.

Alice oferece uma perspectiva de uma jovem de 16 anos, inteligente e apaixonada, que sonha em publicar seu primeiro livro. 70 anos depois, Alice é famosamente conhecida através das iniciais A. C. Edevane, uma das grandes autoras de romance policial da atualidade.

Eleonor Edvane desde de pequena sempre foi uma garotinha adorável e completamente diferente da mãe. O romance é introduzido levemente no enrendo quando a jovem se apaixona por Anthony, seu futuro marido.

Sadie Sparrow entra na história em 2003, ela esta de licença no trabalho depois de vazar informação para os jornalista, sobre um caso de abandono infantil.  Agora ela esta de férias na Cornualha e durante uma caminhada matinal  Sadie tropeça em Loanneth ( a casa do lago), a propriedade esta em ruínas abandonada pela família Edvane depois de longos anos. Sparrow esta  intrigada, principalmente depois de saber sobre o desaparecimento do menino Theo. Ela fica obcecada pelo caso e descobre que Alice esta viva, Sadie tenta entrar em contando, mas por algum motivo a autora inglesa não quer que o caso seja reaberto.


Exemplar cedido pela editora.

Ingrid Micthell
Escorpiana, 23 anos, apaixonada por livros e uma boa musica, um desejo? Inverno para uma vida inteira! Sonho em ser publicitaria, criei o blog com intenção de levar a todos minha experiências nos muitos personagem e historias que me transforma em cada livro.


Resenha: Amor & Gelato - Jenna Evans Welch

sexta-feira, 18 de agosto de 2017
35439949Um verão na Itália, uma antiga de história de amor e um segredo de família., Depois da morte da mãe, Lina fica com a missão de realizar o seu último pedido: ir até a Itália para conhecer o pai. Do dia para a noite, ela se vê na maravilhosa paisagem de Toscana, morando em uma casa localizada no mesmo terreno de um cemitério memorial de soldados da Segunda Guerra Mundial, com um homem que nunca tinha ouvido falar. Apesar das belezas arquitetonicas, da história da cidade e das comidas maravilhosas, O que Lina mais quer é ir embora correndo dali. Mas as coisas começam a mudar quando ela recebe um antigo diário da mãe. Nele, a menina embarca em uma misteriosa história de amor, que pode explicar as suas próprias origens. No meio desse turbilhão de emoçoes, Lina ainda conhece Ren e Thomas, dois meninos lindos que vão mexer ainda mais com seu coração. Uma trajetória que fará Lina descobrir o amor, a si mesma e também aprender a lidar com a perda. Amor & Gelato é uma deliciosa viagem pelos mais romanticos pontos turísticos italianos, com direito a tudo de mais intenso que o lugar tem a oferecer: desde paixoes até coraçoes partidos. 
❤ Autor:  Jenna Evans Welch   ❤ Páginas: 320     Editora: Intrínseca


Amor & Gelato é um daqueles livros doces, rápidos de ler e que nos apresenta uma trama simples, porém emotiva. O livro nos apresenta a história de Lina, uma garota de dezoito anos que acaba de perder a sua mãe, sua única companheira. Já no leito de morte Hadley, a mãe de Lina decide fazer um pedido à filha; ela deve viajar à Itália, mais especificamente à Toscana, para viver com Howard, um antigo amor de juventude de Hadley que, resulta ser o pai, até então desconhecido, de Lina.
Apesar de ter feito a promessa, Lina resiste em viajar. Estar com homem que nunca foi parte de sua vida é demasiado estranho. Mais estranho ainda será quando ela chegar em Toscana e descobrir que Howard é o administrador de um cemitério de veteranos da Segunda Guerra, e como administrador vive ali dentro do cemitério mesmo. E ela, a garota americana, deverá de repente se preparar para viver ao lado de um pai que nunca conheceu, tendo as muitas lápides de heróis de guerra como companhia. Quando Lina recebe inesperadamente o diário de sua mãe, ela sabe que naquelas folhas poderá descobrir mais sobre a história de seus pais e o que os uniu e posteriormente os separou. E enquanto Lina descobre como o amor nasceu entre os pais, ela também terá a chance de se apaixonar, e os candidatos são dois: Lorenzo, seu novo melhor amigo, o único que sabe sobre o diário e que tem ajudado Lina a descobrir mais sobre sua história e sobre a fascinante Toscana. E Thomas, um lindo garoto britanico que parece ter o mundo na palma da mão e não aceitará perder o desafio de estar também com Lina. E através dos apaixonantes cenários de Florença e Roma que Jenna Evans nos imergirá em uma hsitória sobre descobertas, despedidas, desencontros e esperança. 

Resultado de imagen para tuscany italy couple

O livro pode ser dividido em dois tempos diferentes. O tempo atual quando acompanhamos a vida de Lina, sua adaptação à esse novo mundo inesperado e como descobre através do diário quem foram realmente os seus pais quando viveram na Italia. E também teremos um segundo narrador que é Hadley, a própria mãe de Lina, que através das páginas de seu diário nos conta sua história de sacrificios, amores e descobertas, vivendo uma vida intensa e de altos e baixos, enquanto descobre a paixão pela fotografia e por amantes secretos. 

Como já disse logo no começo da resenha, Amor & Gelato é um livro gostoso de ler, que nos convida à conhecer uma Itália cheia de vida, de alegria e de um passado emocionante. Um mundo repleto de arte, de romantismo e de comidas deliciosas, incluindo o Gelato, em seus melhores sabores. 
A narrativa é toda em primeira pessoa, de maneira que o leitor consegue saber todos os sentimentos e emoçoes de Lina e de Hadley. 

Com relação aos personagens, Hadley foi a minha favorita. É um personagem que consegue manter um sorriso no rosto do leitor mesmo em seus momentos mais dificeis. Hadley cativa o leitor, pois é uma menina que acredita em seus sonhos e que possui aquela pureza singular tão dificil de se encontrar hoje em dia.
Lina foi um personagem que não conseguiu me cativar completamente. Tive sentimentos encontrados com esta protagonista, provavelmente porque ela é capaz de ser valente e inteligente quando necessário, porém, em muitos momentos é demasiado teimosa e nos últimos capitulos conseguiu me irritar pois se portou como uma garota sem amor próprio, insistindo quando deveria deixar estar, ferindo pessoas de maneira impulsiva e atuando exatamente como uma pessoa mimada e egocentrica. Essa parte feia de Lina conseguiu me deixar com o pé atrás com relação ao personagem, mas mesmo assim isso não defrauda a leitura de nenhuma maneira. 

Gostei muito da história e desfrutei como criança da maravilhosa ambientação. Faz tempo que não leio nada ambientado na Itália e foi bastante agradável poder ler novamente sobre este lugar fantástico que parece transbordar de cultura e charme. 

Indico muito esse livro, é um romance fofo, que prende o leitor ao manter um mistério no ar, e as partes em que Hadley é a narradora através de seu diário são absolutamente geniais. 
Os outros personagens são muito interessantes, especialmente Howard e Thomas (que merecia ter tido maior importancia na trama). 
Mesmo assim, ao ser o debut da autora, Jenna Evans surpreende e conseguiu me deixar com grandes expectativas por seus próximos livros, inclusive Love & Luck, um spin off de um dos personagens de Amor & Gelato e que deverá ser publicado em Maio de 2018.



Alice Duarte
25 invernos, Mãe de dois, Casada, Leitora compulsiva, Drama queen, Fashion victim, Coffee addict, Intento de blogueira. Autora do blog Um Blog Litteraire.


Lançamento de Agosto: Editora Arqueiro

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Como agarrar uma herdeira - Agentes da coroa vol.1
Um dos livros mais românticos – e engraçados – de Julia Quinn, Como agarrar uma herdeira inaugura a série Agentes da Coroa. Quando Caroline Trent é sequestrada por engano por Blake Ravenscroft, não faz o menor esforço para se libertar das garras do agente perigosamente sedutor. Afinal, está mesmo querendo escapar do casamento forçado com um homem que só se interessa pela fortuna que ela herdou. Blake a confundiu com a famosa espiã espanhola Carlotta De Leon, e Caroline não vai se preocupar em esclarecer nada até completar 21 anos, dali a seis semanas, quando passará a controlar a própria herança milionária. Enquanto isso, é muito mais conveniente ficar escondida ao lado desse sequestrador misterioso. A missão de Blake era levar “Carlotta” à justiça, e não se apaixonar por ela. Depois de anos de intriga e espionagem a serviço da Coroa, o coração dele ficou frio e insensível, mas essa prisioneira se prova uma verdadeira tentação que o desarma completamente.

Pegando Fogo
Nan Dillon, a bad girl de Rosemary Beach, é uma garota imatura e egoísta que não tem outra preocupação na vida a não ser manter o corpinho perfeito. Só que Nan está longe de ser feliz: nunca teve o amor dos pais, o irmão adorado não tem mais tempo para ela, e Grant, o único homem de quem gostou de verdade, resolveu trocá-la pela meia-irmã dela. Então, quando Major Colt a convida para sair, ela não pensa duas vezes. Apesar de saber que esse texano charmoso e de fala mansa não quer nada sério, ficar com ele é melhor do que estar com as colegas fúteis ou passar as noites sozinha vendo televisão. Mas logo Nan fica farta do comportamento descompromissado de Major e, depois que ele a deixa plantada em casa mais uma vez, decide ir a Las Vegas para um fim de semana sem regras e sem limites. Lá, conhece Gannon, um empresário sedutor e perigoso que sempre diz exatamente o que ela quer ouvir. Quando Major vai atrás dela implorar por uma segunda chance e Gannon mostra que não é tão perfeito quanto ela pensava, Nan tem que decidir a quem entregar seu coração. O que ela não percebe é que os dois têm uma estratégia de longo prazo para ela – e já estão várias jogadas à sua frente.


Mulher - Maravilha Sementes da Guerra
Se você precisa parar um asteroide, você chama o Superman. Se você deseja resolver um mistério, você chama o Batman. Mas se você quer acabar com uma guerra, você chama a Mulher-Maravilha!” – Gail Simone, roteirista da DC Comics. Antes de se tornar a Mulher-Maravilha, ela era apenas Diana. Filha da deusa Hipólita, Diana deseja apenas se provar entre suas irmãs guerreiras. Mas quando a oportunidade finalmente chega, ela joga fora sua chance de glória ao quebrar uma lei das amazonas e salvar Alia Keralis, uma simples mortal. No entanto, Alia está longe de ser uma garota comum. Ela é uma semente da guerra, descendente da infame Helena de Troia, destinada a trazer uma era de derramamento de sangue e miséria. Agora cabe a Diana salvar todos e dar seu primeiro passo como a maior heroína que o mundo já conheceu.

Fortaleza Impossível 
Um trio de garotos esquisitos e uma nerd brilhante que esconde um grande segredo. Um inesperado romance que nasce em meio a computadores e disquetes. Um ousado e perigoso assalto para roubar a edição de maio de 1987 da revista Playboy, com imagens escandalosas de uma famosa apresentadora de TV. Todos esses elementos se unem para compor Fortaleza Impossível, um romance que fará você rir, se emocionar e recordar a maravilhosa sensação de se apaixonar por algo – ou alguém – pela primeira vez.


Ingrid Micthell
Escorpiana, 23 anos, apaixonada por livros e uma boa musica, um desejo? Inverno para uma vida inteira! Sonho em ser publicitaria, criei o blog com intenção de levar a todos minha experiências nos muitos personagem e historias que me transforma em cada livro.


Vamos falar sobre...

sábado, 12 de agosto de 2017
Séries inacabadas que (provavelmente) não conheceremos o final (a não ser que você entenda inglês!)

Esse é um tema espinhoso. Que atire a primeira pedra aquele que comprou a primeira parte de uma saga e depois teve que se contentar em esperar, esperar e esperar até conseguir ver a continuação publicada? Ou pior, quando compramos a série, lemos a primeira e a segunda parte e a terceira parte, o desfecho final, simplesmente deixa de ser publicado (cof cof Partials a trilogia de Dan Wells).

Seja uma demora absurda, seja uma desistência inexplicável, a verdade é que não dá pra ficar imune ao cancelamento/ espera eterna de séries, principalmente aquelas mais largas. As desculpas são várias. Quanto é da parte do autor, um lapso de criatividade é o grande culpado. A parte das editoras geralmente a desculpa vem em razão financeira: não vendeu bem e não dá pra seguir publicando sem sair no prejuízo. Mas espere um pouco, o leitor têm culpa disso afinal???

Imagen relacionada

Ao meu ver, quando um autor se compromete em fazer uma trilogia (porque ele/ela quis, ninguém obrigou e nem pediu por três livros de uma mesma história) então ele que arque com a responsabilidade. Dizer que está sem criatividade ou que estancou na história fazendo o leitor esperar uma eternidade é uma situação arriscada em um mercado cada vez mais competitivo, por isso, se você é autor pense bem antes de querer publicar uma super saga larga ou prometer aos leitores uma trilogia intensa. Como já diz o ditado: Ajoelhou vai ter que rezar.

No caso das editoras a revolta é maior, talvez porque os casos sejam mais numerosos. Partials, a distopia publicada pela editora ID e escrita por Dan Wells é apenas a ponta do iceberg. Sei que muitos dirão que a ID por exemplo faliu, e que não dá pra culpar a editora pelo cancelamento desta e de outras séries (como The Diviners de Libba Bray que também ficou inacabada e não merecia mesmo!). O problema é que há casos e casos. Na Espanha, a Editora Darkniss também faliu e quando eles estavam quase quebrando seguia pendente publicar a última parte da trilogia Veneno, da Maria Snyder. O que a editora fez? Honrou seu compromisso, publicou a última parte e depois fechou as portas definitivamente. Pode ser que a Editora ID não tivesse a condição de agir da mesma maneira mas, qual a desculpa de outras grandes editoras que andam a todo vapor e sequer se importam em nos dar uma explicação sobre aquela saga que há anos esperamos conhecer seu final?

A Guardiã de Histórias (VE Schwab / Bertrand), A Caçadora de Bruxas (Virginia Bocker / Galera Record), Caminhos de Sangue (Moira Young / Intrinseca), Gone (Michael Grant - Record), Dorothy tem que morrer (Danielle Paige / Rocco)... Quer que continue? Eu ficaria escrevendo até o fim do dia e você que me lê provavelmente ia precisar de um marcador virtual pra não se perder no texto enorme, por isso ficarei por aqui, mas se esqueci de alguma série importante, avisa lá nos comentários e vamos juntos cobrar pelo menos por uma explicação por parte de editoras e autores, porque como dizem a união faz a força.

Resultado de imagen para gif murdering knife

E oquê podemos fazer? Algumas pessoas que conheço (incluindo vários blogueiros) me dizem que só compram trilogias quando a mesma já foi publicada completa. É a solução? Acredito que não! Afinal se todos esperarmos para comprar apenas sagas completas, como a editora vai conseguir saber se a mesma fez sucesso ou não? Ao meu ver isso pode contribuir até para que a série seja injustamente cancelada. 
Honestamente, o diálogo é o caminho, ontem, hoje e sempre. Perguntem, questionem, cobrem e gritem até se preciso. Todas as editoras possuem facebook, instagram, twitter, portanto, usem essas armas que a internet nos trouxe e façam valer nosso direito como leitor e consumidores, e mesmo que a editora muitas vezes nos ignore e escolha o caminho mais fácil de não responder aos nossos questionamentos, outros leitores virão depois de nós cobrando o mesmo, e em algum momento alguma atitude será tomada, ou azar o deles pois eles perderão a fidelidade de seus consumidores e o respeito. 

Resultado de imagen para gif breaking couple

E aí? Qual a sua opinião sobre o tema? Esperar até a saga ser publicada inteira ou fazer um salto de fé comprando sem saber pra quando a continuação? Está com muitas sagas inacabadas na estante? Qual a situação que mais te revolta em tudo isso? Fala que eu escuto!!!

*** Nota: A Editora Valentina que está devendo a última parte de O Protetorado da Sombrinha confirmou que vai publicar a última parte em 2018 (antes tarde do que nunca vai?) em respeito aos leitores que estão esperando, Muchas gracias Editora Valentina e esperemos que outras editoras também sigam o exemplo e nos dêem pelo menos uma satisfação.


E é isso por hoje mis muchachos. Tenham um excelente final de semana cheio de muitos livros (e séries acabadas!!!).

Resultado de imagen para gif marilyn kiss



Alice Duarte
25 invernos, Mãe de dois, Casada, Leitora compulsiva, Drama queen, Fashion victim, Coffee addict, Intento de blogueira. Autora do blog Um Blog Litteraire.


Resenha: Time Humanos - Justine Larbalestier & Sarah Ress Brennan

quarta-feira, 9 de agosto de 2017
A história ideal para quem ama ou odeia livros de vampiros. Mel nunca gostou de vampiros. A ideia de se transformar em alguém que não está nem vivo, nem morto lhe dá calafrios. Vampiros perdem a capacidade de sorrir, param de ter sentimentos.... Isso sem falar que durante a transformação, se as coisas derem errado, você se torna um zumbi. E aí eles matam você. É um risco grande demais! Quando a melhor amiga de Mel, Cathy, e Francis Duvaney se apaixonam, a garota fica apavorada. Francis é arrogante, formal, metido a esperto e esplêndido demais. Ora, vivo aquele vampiro não está. E quando começa a suspeitar de que Francis está usando Cathy num plano que não tem nada a ver com amor, Mel passa a dedicar seus dias a desvendar a verdade por trás do vampiro, a fazer sua amiga enxergar que aquele é um amor sem futuro, sem jeito, abominável..., mas talvez, quem sabe, ela esteja sendo um pouco preconceituosa...


                   ❤ Autor:  Justine & Sarah   ❤ Páginas: 352    Editora: Galera Record
                       
"Time humanos" nos traz Melanie, uma garota de 17 anos que mora em New Whitby, uma cidade onde vampiros e humanos coexistem. 

Tudo começa quando um aluno novo entra na escola onde Mel e suas duas melhoras amigas, Cathy e Anna, estudam... até aí tudo normal, acontece que o nome do aluno é Francis Duvarney, um vampiro que começa a se interessar por Cathy. Melanie não consegue entender porque um vampiro estaria interessado em sua amiga adolescente, e se torna bem questionadora sobre a relação dos dois. 
"A gente acaba se ajustando aos lugares, e nenhum lugar no mundo é perfeito. Sempre há algo com que temos de lidar: muito calor, muito frio, pouca vida noturna. No caso da nossa cidade, há vida noturna até demais. E com caninos afiados.”  

O livro é narrado em primeira pessoa sobre o ponto de vista de Melanie. A escrita da autora é ótima, mas eu senti que faltou algo que tornasse a história mais cativante, que fizesse com a gente ficasse grudada nas paginas e não conseguisse parar de ler. 

Confesso que eu não sou muito fã do tema "vampiros", mas algo na sinopse do livro me chamou atenção, é difícil acharmos uma história onde vampiros e humanos vivam juntos, geralmente os vampiros vivem isolados e querem acabar com a raça humana; nesse ponto "Time humanos " cumpre o que prometeu, já que mostra exatamente a relação entre os dois seres quando Mel acaba conhecendo Kit que foi criado somente por vampiros e ela começa a mostrar a ele como é a vida dos humanos, enquanto ele retribui mostrando como é ser um vampiro. 
“Se houvesse a opção “vampirologista” em um dos testes vocacionais — é possível ser psiquiatra de vampiros, doador de vampiros, ou estudante de assuntos vampirescos —, Cathy a marcaria todas as vezes. Mas é claro que “vampirologista” não existe. É só algo que eu inventei para definir quem é muito fã desse tipo de ser.”

O livro possui muitos personagens Melanie, apesar de ser a protagonista, não me cativou, eu senti que ela exagerava em alguns momentos e acabou se tornando um pouco irritante, me arrisco a dizer que ela é imatura. Já Francis e Cathy roubaram a cena, formaram um casal incrível. Temos ainda Anna, que tem um rixa com vampiros por causa de um problema com seu passado; e Ty que é o ex namorado de Melanie. 

O livro ainda aborda a questão dos zumbis, que são pessoas que não conseguiram passar pela transformação "humano - vampiro", na história exige até uma Universidade para conter a proliferação deles. Enfim, "Time humanos " é um livro mediano, mas que traz um ideia criativa e diferente das outras histórias do mesmo gênero, não me agradou 100%, mas acredito que deva ser um ótima história para quem gosta de vampiros, de uma história leve sem grandes reviravoltas e até um pouco de humor.

Sarah Fernandes
Capricorniana, futura Arquiteta, amante dos livros, louca por um bom filme e uma bela xícara de café.
 
© Blog Resenha Atual - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda Tecnologia do Blogger.
imagem-logo